Eu nem acredito que só falta um livro para eu terminar de ler essa série. Já estou com saudades.
Perdoem a foto do livro ser uma retirada da internet, é que eu tentei tirar mil e uma fotos desse livro e todas ficaram feias, então eu desisti.
Saiu mais um post meu lá no Deixe apenas fluir: 6 coisas que cacheadas/crespas estão cansadas de ouvir – e as melhores respostas. Não deixem de ler!
E antes dessa resenha, leiam também a resenha do primeiro e do segundo livro da série!

Título: Fazendo Meu Filme 3 – O Roteiro Inesperado de Fani
Autora: Paula Pimenta
Páginas: 419
Editora: Gutenberg

Sinopse

Um turbilhão de sentimentos e emoções. Assim podemos definir o terceiro volume de Fazendo Meu Filme. No mais intenso livro da consagrada série, Fani, agora com 18 anos, volta da terra da rainha mais segura, mais madura, e logo se dá conta de que já não é mais a mesma menina que viajou para a Inglaterra, cheia de anseios e temores. Agora, as expectativas estão voltadas para o vestibular e o tão sonhado namoro com Leo. Mas, como em um bom filme, sua vida é cheia de surpresas, alegrias, decepções e conflitos. Estefânia Castelino Belluz terá de fazer escolhas difíceis e corajosas. 

Seja em confusões no namoro, nas dúvidas do vestibular, nas relações com a família ou com as amigas, Fani passa por várias novas experiências e continua a fazer o seu filme, por caminhos às vezes cheios de romance e felicidade, às vezes duros e nebulosos.

A envolvente série, que já conquistou milhares de leitores e leitoras em todo o Brasil, promete, neste terceiro livro, muito mais emoções. E o comovente filme de Fani continua a ser escrito…

Minhas impressões

E que emoções, não é? Esse livro – sinceramente – me fez passar raiva. Quando você acha que vai dar tudo certo, acontece algo e caga tudo. E é disso que eu gosto: ser surpreendida (por mais que eu passe raiva).
A Fani realmente volta bem diferente de como era antes, mas CARAMBA, ELA CHORA POR TUDO (e olha que quem está escrevendo isso é uma chorona que não aguentava mais ver essa menina chorando por coisa besta). E eu fiquei bem impressionada com a incapacidade dela de conversar com Leo para resolver coisas simples ou evitar problemas no relacionamento dos dois, para exatamente tudo ela pedia ajuda das amigas.
Quero deixar registrado o meu amor pela Ana Elisa. Quem já leu o segundo livro já a conhece (acredito que o que eu vou dizer agora não seja um spoiler), ela virou amiga da Fani em sua viagem para a terra da Rainha. A Ana Elisa ainda aparece no terceiro livro, e como eu queria ser amiga dela! Parece que ela foi um anjo na vida da Fani, que  veio para ajudá-la como pode e que conquistou as pessoas que conheceu (inclusive eu).
Já falei milhões de vezes que eu amo o jeito da Paula escrever. A história não é nem um pouco cansativa, e apesar do livro ser grande, rapidinho pode se terminar a leitura, já que é uma história envolvente.
E você, gosta da série? Já leu algum outro livro da Paula Pimenta?