Recentemente, fiz uma viagem a Caldas Novas. Lá fizemos um city tour (tour pela cidade) para visitar alguns pontos turísticos. O lugar que mais me encantou (sem dúvidas) foi o Jardim Japonês.
Vou mostrar um pouquinho dele para vocês.

O Jardim Japonês foi construído na década de 80. Todas as coisas ali feitas tem um significado.
No século XIV monges budistas usavam locais assim para fazer orações e meditações. Por isso, eram usados elementos da natureza como plantas, pedras e água.

A ponte 

Essa imagem ficou incrível, né? Eu me senti uma fotógrafa profissional. Hahaha!

Essa ponte simboliza um ritual de passagem, quando você passa por ela, está deixando suas energias negativas para trás.

As pedras do livre arbítrio

Logo depois da ponte, há um caminho de pedras no qual você passa para atravessar o lago. Quando chega no fim, há dois caminhos e você escolhe qual vai seguir. Isso representa o livre arbítrio.

Montanha da vida

A Montanha da Vida é uma cachoeira com pedras que formam uma escada em volta para que você possa passar. Os degraus são pedras e tem ao todo nove degraus, que representam os nove meses de gestação. Quando se está subindo a escada e chega em um ponto que sua mão alcance a água, deve-se pegar um pouco de água e jogar para trás. Isso representa a purificação.

Casa Goiana

Por fim, temos a Casa Goiana, que é a segunda mais antiga de Caldas Novas.

Abaixo tem mais algumas fotos que eu tirei desse lugar maravilhoso.

Localizado na GO-490, na entrada da cidade.
O jardim abre todos os dias das 8h às 17h.
A entrada custa R$ 3,00 e o ingresso é um lindo cartão postal que você pode guardar de lembrança.
OBS.: Lá tive um guia que explicou tudo, mas claro que eu não lembrei de todos os detalhes, então algumas das informações vistas aqui foram tiradas do site g1.globo.com

Tem uma pesquisa de público aí na barra lateral do blog, quem puder responder, eu agradeço! 

O que achou do Jardim Japonês?