Mesmo em quarentena, seguimos conseguindo manter o plano de postar um vídeo por semana. Eu já tinha 5 vídeos pré-gravados antes de entrar em isolamento, em casa dei um jeito de gravar mais 2, e ressuscitei 1 de uma apresentação antiga que eu ainda não havia postado (um dos meus preferidos). Como a maioria já sabe (e também está escrito no título), os vídeos são de dança. A maioria com coreografias minhas (quando não são, eu sinalizo).

>>LEIA TAMBÉM: Últimos vídeos de dança | Março 2020


Physical – Dua Lipa

Eu estou completamente apaixonada pelo Future Nostalgia, o novo álbum da Dua Lipa, por isso, criei um aquecimento para minha aula com três músicas do álbum (Physical, IDGAF remix – que não é do álbum, mas é da Dua Lipa -, e Hallucinate). Physical é a primeira música do aquecimento, e a coreografia foi feita inspirada na coreografia do Work Out Video dela.

Shot Clock – Ella Mai

Essa música é muito legal e gostosinha de ouvir, eu amo. Uma ex-aluna me mandou ela e falou “Vi, essa música é a sua cara, faz uma coreografia pra ela.” Fiz!

Gaiola é o Troco – MC DuBlack

Essa é mais uma das músicas que eu dou em aula e amo. A coreografia é do grupo Meu Swingão, que sempre cria coreografias para axé e funk incríveis.

Beychella Remix 

O meu favorito chegou! Vou contar como surgiu essa coreografia linda:
A escola de dança onde eu dava aula na época (essa apresentação já faz um ano) ia fazer uma festa de dia das mães, mas eu não tinha uma turma grande de adultos, e eles não estavam a fim de participar. Logo pensei em chamar o Everton (que dança comigo no vídeo). Ele já foi meu aluno e sempre que dá dançamos juntos, a gente tem muita sintonia.
Na época, Beyoncé tinha acabado de lançar o seu documentário Homecoming na Netflix, que basicamente, é um documentário sobre sua apresentação no festival Coachella. Eu, como uma boa fã que sou, fiquei apaixonada por tudo: a representatividade, a estrutura do show, os novos arranjos para as músicas, as coreografias, a mensagem que ela quis passar, tudo! Beyoncé nunca decepciona.
Logo me veio a ideia de usar dois bancos (no show tem uma arquibancada onde elas dançam) e fazer uma apresentação inspirada no documentário. O Everton topou e foi sucesso! Eu peguei as músicas nas quais as danças eram mais legais e feitas sentadas (na minha opinião) e fiz o remix. Acho que, no máximo em duas semanas, nossa apresentação ficou pronta. 
A coreografia foi feita em maior parte inspirada na coreografia original mesmo. Claro que houveram algumas adaptações para que ficasse mais legal só com dois bailarinos, e algumas partes nós mesmos criamos.
As músicas usadas no remix foram:
Ufa, foi isso! Se você gostou de algum vídeo (ou de todos), vou pedir pra que você se inscreva no canal, isso ajuda a divulgar meu trabalho – só clicar no botãozinho aí em baixo 😉