Vender suas roupas pra um brechó? — a minha experiência

Eu tinha muitas roupas aqui em casa pra vender (muitas mesmo!). Sempre que eu faço uma limpa, separo o que vou doar e o que posso vender, afinal, tem coisas que mal são usadas, e por que não fazer uma graninha extra, né? 

Essas roupas estavam ocupando muito espaço por aqui e eu não via a hora de tirá-las daqui (além de estar precisando de dinheiro), então decidi vender todas as minhas peças pra algum brechó. Deixei pra vender pela internet apenas livros, itens de papelaria, coisas que não ocupam tanto espaço assim ou roupas que são de grande valor.

Leia também: O guia completo pra vender pelo Enjoei + cupom de desconto

Esse post é pra contar como foi a minha experiência de vender minhas roupas pra um brechó. Quem sabe não compense pra você também?



A primeira coisa que fiz foi pesquisar brechós que fizessem compra de peças e que fossem próximos a minha casa, porque eu não via sentido em ter que ir longe e acabar gastando caro com gasolina ou Uber. Acho que se fizesse isso, não compensaria tanto. 

Coloquei no Google "brechós que compram roupas em Santo André" e fui olhando as avaliações e comentários de cada um. Uma coisa que vale lembrar é que nem sempre as avaliações são fiéis ao lugar. Muita gente só entra no Google pra criticar, e às vezes, quem reclama pode ter passado por uma situação específica, que não acontece sempre. Quem sai satisfeito, raramente entra no site pra deixar uma avaliação positiva, e isso é algo a se pensar. 

Comecei achando uma rede de brechós que tem por aqui e eles fazem uma propaganda MUITO boa por comprarem peças. Fiquei toda empolgada, mas desanimei completamente ao ler as avaliações. Todas eram reclamações, não tinha um elogio, e as reclamações eram sempre as mesmas: funcionários sem educação, pouca atenção aos clientes, pagavam pouquíssimo pelas roupas (sendo que vendiam por um preço altíssimo), dentre outras. Tudo isso fez com que eu fosse em busca de outro lugar.

Encontrei então o Brechó da Márcia, que só tinha um feedback sobre venda de roupas, falando que era um ótimo lugar pra se vender. Porém, os outros comentários eram todos positivos, falando sobre o lugar ser bem legal, funcionários bem educados...isso me animou. Encontrei o instagram deles pra me informar sobre a venda de roupas e me disseram que eu deveria ligar lá para agendar uma data.

Antes de ligar, decidi deixar todas as roupas "prontas" para levar, porque vai que na ligação me falassem pra já ir no dia seguinte, eu precisava estar preparada, né? Então, peguei todas as peças de roupa e sapato e fui analisando uma a uma novamente, vendo se estavam em boas condições mesmo. Lavei a sola de alguns sapatos, separei as roupas que precisariam ser passadas (e passei), e depois de alguns dias eu tinha uma mala cheia e duas sacolas enormes que estavam cheias também.



Liguei na loja numa segunda (o único dia que se pode ligar lá pra marcar visita), e marquei de ir na quinta-feira da mesma semana. Por telefone eles me disseram que compravam além de roupas e sapatos, itens decorativos, brinquedos, e muito mais. E que eu precisava levar, no mínimo, 20 peças.

No dia marcado, lá fui eu e minhas malas pro brechó. Ele fica no centro, que é super perto de casa, até fiquei impressionada porque nunca havia reparado nele antes. Chegando lá informei meu nome e em alguns minutos fui chamada pra uma sala nos fundos onde iam avaliar minhas roupas. Um senhor super fofo olhou todas as roupas e sapatos com uma rapidez que eu fiquei chocada, mas apesar da agilidade, ele checou tudo: se os zípers estavam bons, se as camisas tinham todos os botões, as solas dos sapatos, tudo!

Levei no total, 62 peças de roupa e 5 pares de sapato. Minha ideia era sair de lá com pelo menos R$100, e consegui R$150, que foram pagos na hora e em dinheiro. Eles ficaram com todas as peças que levei, voltei pra casa com a mala vazia, e todos foram muito simpáticos e educados comigo.

Conclusão: pra mim, valeu super a pena. Liberei espaço por aqui e consegui um dinheiro, que era o que eu queria. Fui com um valor mínimo em mente e acabei conseguindo até mais. Claro que, se eu vendesse todas essas roupas pela internet, o lucro seria muito maior, mas não era o meu objetivo no momento, então compensou bastante.

Caso você queira fazer o mesmo, sugiro que procure um brechó próximo a sua casa e busque avaliações, assim como eu fiz. Vender tudo pra um brechó é uma alternativa bem legal pra quem quer "se livrar" de tudo logo, mas mesmo assim ganhar um dinheirinho.

🍿

Se ficou alguma dúvida sobre esse processo, pode me perguntar que eu respondo nos comentários, viu?

2 comentários

  1. Na época em que fiz isso não deu certo, o pessoal que compra peça por aqui (onde moro) não sabe avaliar as peças de verdade, e então não compensou.
    A última vez que fiz um limpa no guarda-roupa eu separei para doação. Foi muito mais jogo, já que não mantenho tantas peças assim de roupa mais.

    KAROLINI BARBARA (BLOG)
    @karolinibarbara_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, tem lugares que realmente não vale a pena vender, por isso que pesquisei muito antes de ir pra acabar não quebrando a cara também.

      Excluir