18 de abril de 2022

Essa semana, fiz uma playlist de músicas que são muito especiais pra mim. Elas me lembram momentos, pessoas, vivências… e depois de um dia, olhando aquelas músicas, percebi que essa playlist sou eu por inteira, e toda a minha essência. Dentre as músicas, tem uma da Luísa Sonza, e eu acho engraçado o fato de ela ter lançado um álbum chamado DOCE 22 contando tudo o que ela viveu até essa idade, e eu me ver tanto nessas músicas, prestes a fazer 22 anos (quando você ler esse texto, eu já terei feito).

foto da blogueira, vitória bruscato, em frente a uma parede lisa amarela, de pé e sorrindo.

Nunca me chamaram de INTERE$$EIRA, mas eu já escutei muita coisa que não queria. Eu sempre trabalhei e fiz minha parte, só que não do jeito convencional. Imagina o tanto de gente que já não me disse que não vou chegar a lugar nenhum assim, mesmo que eu faça meu corre, seja responsável, trabalhe com o que amo e saiba que vou conseguir. O fato de o meu trabalho ser uma arte, e de o estilo de dança que eu domino ser sensual é um saco também. Eu amo, mas é um saco. Toda a minha vida eu fui vista como objeto, por diversos motivos, e esse fator ajuda. A ser desejada, vista como “puta”, “vagabunda”, e afins.

É muito doido quando as pessoas descobrem que eu nasci em 2000 s2. Normalmente elas ficam chocadas porque eu aparento ser mais velha, e na cabeça da maioria das pessoas, só se é adulto se você nasceu até 1999, então essa informação do ano deixa algumas pessoas confusas. Pelo menos é bem fácil de lembrar quantos anos eu tenho, já que sempre equivale aos 2 últimos números do ano atual.

Apesar de já ter escutado muita coisa que não queria, eu sei que sempre dei o meu melhor em tudo, e sempre soube que sou a MULHER DO ANO XD.

Uma parte de mim ama pessoas, conversar, sair pra festas e comemorações, mas lá no fundo, eu sempre me achei melhor sozinha :-)-:. Porém, ultimamente tenho sentido a vontade de ter alguém, e isso é muito doido porque eu nunca havia pensado nisso, mas seria bem legal se fossemos fugitivos 🙂.

Assim como a maioria das pessoas, eu já me vi de frente pro penhasco. por inúmeros motivos, e a última vez nem faz muito tempo. Mas eu me permito sentir, mesmo que a sensação não seja a melhor do mundo, porém tenho que aprender a lidar com o caos / que a minha vida é, já que sei que meu momento de transformar tudo em flor *** vai chegar.

Tento negar, mas eu vivi por muito tempo o conto dos dois mundos, onde se diz uma coisa e se fala outra (quem nunca, né?). Hoje em dia, a internet ainda mostra um pouco esse meu lado da hipocrisia, mas eu tento melhorar sempre.

Até o ínicio desses 22 anos eu vivi muitas coisas, mesmo que digam que ainda sou novinha. Espero que a vida tenha preparado muito mais pra mim, e eu espero dar conta e alcançar o que quero. Mas… também não sei de nada 😀

escrito por
Vit

leia também

    Mulher-martelo
    O poder das músicas sobre nós
    TAG: Eu amo essa música!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 Comentários

  • Tamara

    Feliz 22, baby. Pode falar o que quiser, mas vamos continuar te achando uma neném sim hahaha mas não desvalorizando tudo que você viveu e representada, mas porque apesar de tudo, você ainda é doce e merece muito ser sempre amada, cuidada, protegida e não vista como um objeto. Infelizmente a nossa realidade é como vc disse (e a sua muito mais difícil) mas vamos seguir lutado para sermos tratadas como merecemos. Parabéns! Te amo e te admiro demais, amiga! <3 #TamaraMeiga
    E por favor, a Luísa precisa ler esse post!!!! Alguém faz alguma coisaaa

  • karolini barbara

    Eu me identifiquei muito com essa parte do seu texto: “Uma parte de mim ama pessoas, conversar, sair pra festas e comemorações, mas lá no fundo, eu sempre me achei melhor sozinha :-)-:. Porém, ultimamente tenho sentido a vontade de ter alguém, e isso é muito doido porque eu nunca havia pensado nisso, mas seria bem legal se fossemos fugitivos.”, exceto que não sou fã de festas: prefiro um barzinho com amigos, ou churrasco. Ultimamente ando muito querendo sair sozinha e viver algumas experiências sozinha, e ao mesmo tempo, encontrar uma mulher para dividir momentos especiais comigo. Vai entender, ne?! huahuahuahauhauhuahuahuahua

    Estou com 28 anos, não tenho coisas boas para lembrar dos meus 22, gostaria de ter a cabeça que tenho hoje, para ter tido experiências melhores seis anos atrás. É um sopro tudo isso que passamos.

    Blogger | Instagram | Pinterest

    • Vit

      Eu me sinto igual você! Vai entender, né? Hahahahah!

      Uma pena que você não tenha boas lembranças dessa época, mas que bom que agora você está mais de boa consigo mesma, né?

  • Lariz

    Feliz aniversário atrasadinho Vit que post lindo! Eu também me identifiquei com muitas músicas desse álbum, e amei o jeito que você encaixou com a sua vida e os seus sentimentos cada faixa! Você é um mulherão incrível e me inspiro muito em você. Parabéns, por tudo. Com certeza a mulher do ano ✨

  • Paloma

    Ah que legal. Faliz aniversario, que Deus ilumine sempre seus caminhos! Nem aparenta ter somente 22 tao madura para sua idade. Adoro playlists nostalgicas, faz viajar no tempo!

  • Giselle

    Olá, Vit! Sou Giselle, carioca, professora desde meus 21/22 anos tb (hoje tenho 38, abafa!rs). Estava ontem procurando vídeos sobre Notion e achei os seus. Amei suas ideias e produtos, já fiz o pedido para comprar ambos (o pessoal e o de criação de conteúdos, pois quero investir em um Instagram profissional). Foi uma alegria descobrir você: uma jovem mulher que emana luz, bem articulada e eloquente! Já me inscrevi na newsletter. Decidi escrever aqui neste post não apenas pra você saber que ganhou uma nova fã, mas também pra dizer que, apesar dos problemas mil que a profissão “professora” pode lhe trazer (ainda mais de dança sensual num país machista como o nosso), continue firme no seu propósito, pois você é NECESSÁRIA! Essa carreira é pra quem tem DOM e desejo de AJUDAR o próximo e para quem sente prazer pelo que faz. Os alunos precisam disso! Também recebi muitas críticas quando decidi ser professora, mas hoje olho pra trás e não mudaria NADA , pois, ainda que a educação não seja valorizada em nosso país, sinto muito prazer dando aulas e me divirto (mesmo após 17 anos de prática)! Então, é isso! Um abraço apertado e parabéns atrasado!!!

    • Vit

      Oi, Giselle! Você não sabe COMO esse seu comentário me deixou feliz! Se pudesse, eu colocaria em um quadro pra pendurar na minha parede, hahaha!
      Amei todas as suas palavras, amei saber que você gostou do conteúdo e vai continuar nos acompanhando de todas as formas, e agora que já até troquei uma palavra com você no Instagram, sei que você é uma pessoa incrível demais também!

      Ser professora não é fácil mesmo, mas se a gente ama ensinar, não tem quem tire isso de nós, né?
      Obrigada pelo seu carinho, espero te ver por aqui sempre! Beijão <3

No Instagram

Nos acompanhe!