4 lições que eu aprendi com The Circle



The Circle é um reality show produzido pela Netflix. Tem as edições da França, Estados Unidos, e recentemente ganhou a versão Brasileira.

9 jogadores vivem no mesmo prédio, porém em apartamentos diferentes. Eles nunca se viram antes e só conseguem se comunicar através do Circle, uma rede social ativada por comando de voz. Frequentemente, os participantes devem fazer avaliações, colocando em primeiro lugar quem eles mais gostam e em último quem menos gostam. Os primeiros colocados viram influenciadores e devem bloquear alguém. O participante bloqueado deixa a competição, dando lugar a um novo jogador. 



Eu assisti (devorei) a versão brasileira do reality e fiquei encantada. Assim que terminei, assisti a dos Estados Unidos também, agora só falta a da França.

O reality é incrível, o formato de programa, a ideia de os participantes "morarem" dentro de uma rede social, a locação que eles usam para fazer a gravação, é tudo incrível! Você se apaixona e torce por alguns participantes, pega raiva de outros, e quando vê, o programa já acabou.

Ambas as edições me deixaram pensativa a respeito das redes sociais e da mensagem que o reality passa. É disso que vou falar hoje. Das 4 lições que eu aprendi com The Circle.

1. A primeira impressão nem sempre é a que fica

Como espectadora, tiveram muitos participantes que eu não gostei à primeira vista, e depois me apaixonei. Assim como outros que eu gostava, mas acabaram se mostrando não tão legais. 

Dentro do reality isso também acontecia. Os participantes torciam o nariz para novos jogadores, mas depois acabavam se apegando a eles, ou o contrário.

Pensando nisso tudo, acho que sempre devemos dar uma chance às pessoas de mostrarem quem elas realmente são, pois não dá para conhecer uma pessoa por inteiro só de olhá-la.

2. A aparência importa muito na internet

Isso não é novidade nenhuma. Mas é frustrante parar pra pensar o quão real isso é. Muitos jogadores entram na competição com perfis fakes, usando fotos de outras pessoas ou mentindo dados como idade e profissão. Tudo isso para que elas sejam mais aceitas dentro da rede e do jogo. 

Isso acontece em qualquer rede. Só postamos as melhores fotos, compartilhamos notícias boas e momentos felizes, tudo para parecer perfeitos e sermos aceitos. Isso é horrível.



3. Nem tudo é o que parece

Como eu citei acima, muitas pessoas entram com perfis fakes, e quantos desses não existem na internet, não é mesmo? É sempre bom ficar esperto.

4. No final das contas, ser você mesmo é a melhor solução

Em ambas as edições que assisti, percebi que o que realmente foi importante para os jogadores chegarem na final, foi a autenticidade e sinceridade de cada um. Mesmo os que entravam usando fotos e nomes de outra pessoa, mas tinham atitudes verdadeiras dentro do jogo, se deram bem, e eu fiquei muito feliz em ver isso acontecendo. As redes sociais não foram feitas para agradar, mas sim para socializar e manter contato com pessoas importantes. Então, seja você mesmo.


Você conhecia o reality? Já assistiu alguma edição? Me conta!

30 comentários

  1. Eu ouvi falar desse reality mas confesso que não me interessei em acompanhar,o motivo é que não sou mesmo muito fã.Mas para quem gosta acho interessante fazer uma reflexão, como essa que você fez,bjus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não curte, realmente não tem nem porque acompanhar, né?

      Excluir
  2. Querida eu não conhecia, esse reality, confesso que fiquei curiosa, vou procurar saber, gosto de saber de tudo, obrigada por compartilhar, beijinhossssssssss

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia mais vou procurar assistir parece ser bem interessante este Reality

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia o The Circle é um reality bastante interessante, é bom quando aprendemos algo que estamos assistindo, fiquei super curiosa pelo reality bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É super legal, se você assistir, irá gostar!

      Excluir
  5. Nossa, que ideia mais interessante a do reality show! Eu não gosto muito de realitys nem nada, mas achei muito legal a ideia desse e as reflexões que a gente consegue ter. Obrigada pela indicação <3

    ResponderExcluir
  6. Essa série está na minha lista, adorei as lições que aprendeu com ela, já quero ver ainda mais!
    Até mais!!

    Minhas inspirações
    The Geek Brazil

    ResponderExcluir
  7. oi!
    Que legal :D eu já ouvi falar de The Circle mas ainda não assisti, preciso conferir ;)

    ResponderExcluir
  8. Já tinha ouvido falar, mas não tinha me chamado atenção, mas depois de ler teu post, fiquei curiosa rsrs se achar onde assistir com certeza quero ver ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, tenho certeza que você irá gostar do reality!

      Excluir
  9. Olá! Nunca assisti, mas depois dessa resenha fiquei curiosa. Netflix tem mandado muito bem nas produções! Adorei o post. Beijão

    ResponderExcluir
  10. Você me deu motivos para assistir... não costumo gostar de reality, porque acho de verdade que eles não representam a vida... Mas gosto de analisar pessoas. Tinha visto a propaganda no Netflix, mas não tinha me atentado por esse fato das redes sociais sabe... parece que é um enredo mais interessant.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você assistir, depois me conta o que achou :)

      Excluir
  11. Olá!
    Eu terminei a pouco tempo de assistir a versão dos EUA com a minha amiga via Netflix Party (o que nos ajudou MUITO nesses dias de distanciamento social) e adorei mesmo o reality. Nem dava muito crédito, mas acabei me empolgando com cada episódio, os participantes e tudo mais. E olha, suas lições estão certíssimas! A primeira então, nem se fala! Teve gente nessa edição dos EUA que surpreendeu MUITO ao longo do programa *-* Agora a edição Br já está na minha listinha da Netflix e mal posso esperar pela francesa, que se eu não me engano, estreia na semana que vem.
    Beijinhos e bom final de semana.
    Isabelle
    https://livrosgatoscafe.wordpress.com/
    https://blogalgodotipo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, é demais né? A versão França estreia dia 09, nesse dia todo mundo pode me esquecer que eu vou maratonar, hahaha!

      Excluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Ele estreou em 11 de março de 2020 no Brasil e terminou em 25 de março. Quando fui assistir, acabou, não sabia que durava apenas um evento de três semanas.

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho um pouco de receio com essa série. Não sei, não bateu o santo quando vi na Netfliz e nem sei porquê!

    ResponderExcluir
  15. Comecei mas não terminei ainda! Mas é bem legal e super real tudo o que você disse, eu fiquei surpresa quando vi que poderiam criar fakes.

    http://sdesabrina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina eu também achei babado isso do fake hahaha

      Excluir