Eu amo responder a TAGs aqui no blog desde que ele foi criado, lá em 2013. É uma espécie de corrente entre os blogs, que nos fazem conhecer mais quem escreve. Também amo músicas, e por isso, adorei essa TAG!

Ela foi respondida pela Karolini Barbara em seu blog, e eu decidi trazer pra cá também. Uma mistura de bandas e cantoras que gosto, com os livros que já li.

1. Meu som! – uma banda que você sempre vai ouvir, não importa quantas vezes já tenha escutado ou quão velha ela fique/ Um autor do qual você nunca se cansa

Fresno é a banda que conquistou meu coração nos últimos anos, e eu amo todas as músicas que eles lançaram, desde as mais antigas até as mais recentes. Fui no show da VTQMV tour deles esse ano, e foi uma experiência incrível!

A autora que eu não me canso de ler, e todos sabem, é a Paula Pimenta. Inclusive, estou relendo as séries dela (Minha Vida Fora de Série e Fazendo Meu Filme) em ordem.

2. De volta ao Passado – uma banda que te lembra dos tempos mais remotos da sua vida/ Um livro que te lembra da mesma época

Dá até uma vergonha alheia escrever isso aqui, mas é a Banda Djavú. Lembro que no auge dos meus 10 anos eu amava cantar “O que pensa que eu sou, se não sou o que pensou? Me libera, não insista, vai viver um outro amor!” sem nem saber direito o que significava!

Capa do livro A Bolsa Amarela da autora Lygia Bojunga.

Na mesma época (no Fundamental I, não lembro exatamente em que ano), uma professora chamada Florinda — que eu amo e tenho contato até hoje — levou vários exemplares do livro Bolsa Amarela para lermos em conjunto durante as aulas de português. Não lembro muito bem do enredo, mas sei que era uma história incrível, tanto que me marcou até hoje, e pretendo ler em breve.

3. Replay – uma cantora que está sempre tocando no seu replay/ Um livro que se tornou seu favorito recentemente

Claro que a cantora é a Beyoncé, da qual sou fã desde os meus 10 anos e me inspira muito.

Capa do livro Minha História, da autora Michelle Obama

Um livro que se tornou meu favorito recentemente também é de uma mulher que me inspira: Michelle Obama, escritora da obra Minha História.

4. Me entende, essa música sou eu! – uma música que é você em forma de música/ Um livro que é você em forma de livro

melhor sozinha :-)-: da Luísa Sonza diz muito sobre mim.

Capa do livro Alucinadamente Feliz, da autora Jenny Lawson

E eu me identifico demais com a forma de pensar e escrever da Jenny Lawson, autora do livro Alucinadamente Feliz.

5. O quê? É estranho, mas eu gosto – um cantor e um livro que podem parecer estranhos, fora da casinha, se comparados com o seu gosto

Não é estranho se comparado com o meu gosto, mas eu curto muito a banda Pedra Letícia, que tem como vocalista o comediante Fabiano Cambota. Fui em um show deles ano passado e foi incrível!

Coloquei a banda nessa categoria porque as pessoas costumam achar as músicas deles um pouco estranhas, nem todo mundo gosta. Eles tocam um rockzinho e as letras são engraçadas, no estilo Mamonas Assassinas.

Não consegui pensar em nenhum livro para colocar nessa categoria.

6. Let’s Go – a melhor banda para te animar a fazer qualquer coisa/ Um livro que inspira você

Essa banda não é muito conhecida, mas O Grilo tem músicas muito legais (e merece ter mais reconhecimento!), sempre me animo ao escutar algum som deles.

Um livro que me inspira é, novamente, Minha História, por toda a trajetória da Michelle Obama e ver como ela é uma mulher forte e poderosa.

7. Relaxar – uma cantora que te faz relaxar/ um livro que leu sob as cobertas

Sandy tem uma voz de anjo, e suas músicas calminhas são uma delícia de escutar! Gosto muito das músicas do álbum “Nós, VOZ, Eles“, e ela está lançando o segundo volume desse projeto, que já conta com músicas sensacionais!

Capa do livro A Menina que Roubava Livros, do autor Markus Zusak

O livro, não li necessariamente sob as cobertas, mas ele me lembra o frio pela época em que se passa: A Menina que Roubava Livros.

8. Nostalgia – uma banda que você se lembra com carinho/ Uma leitura que você também se lembra com carinho

Uma banda que esteve presente na minha infância e me lembra de vários momentos com a família toda reunida na sala da casa da vovó é o Roupa Nova.

Capa do livro Píppi Meialonga, da autora Astrid Lindgren

E, também diretamente da época do Ensino Fundamental I, uma outra professora chamada Maria José, leu para a sala vários volumes da série de livros Píppi Meialonga, que eu também pretendo reler em breve.


Quais seriam suas respostas para essa TAG?